sexta-feira, dezembro 31

Balanço de 2010.*

                                                                                                                        we♥it.com

Este ano eu:

Reaproximei-me de um velho grande amigo.
Fiz um novo grande amigo, o F..
Bati, pela 2ª vez na minha vida, no fundo do poço.
Entrei em pânico.
Chorei como nunca havia feito em frente das pessoas que mais amo, os meus pais...
…e senti-me mais próxima que nunca destes.
Aprendi, finalmente, a trabalhar no autoCAD, com o qual iniciei uma muito saudável relação de amor-ódio.
Reaproximei-me de antigos colegas.
Quis voltar a praticar desporto mas, não consegui, por falta de disponibilidade.
Fiz dieta (outra vez e por mais de uma vez).
Descobri o meu restaurante favorito.
Beijei alguém e percebi que tinha cometido um erro no segundo imediatamente aseguir.
Duas horas depois já havia mudado de ideias.
Foi alguém que se revelou muito importante ...mas que cedo me desiludiu e maguou profundamente.
Deixámos de falar e demorei a ultrapassar a desilusão.
Meses depois esclarecemos o assunto mas, mesmo assim, continuam a haver pedidos de desculpa a fazer e, consequentemente, ainda não mal nos falamos.
Apesar de tudo, é alguém que ainda mexe comigo.
Fumei a primeira vez e jurei para nunca mais.
Apanhei a minha 1ª bebedeira a sério.
Voltei a vomitar, ao fim de quase 10 anos, mas desta vez álcool.
Chorei devido ao cansaço ...mas valeu a pena e melhorei todas as notas.
Não fiz nenhuma directa.
Atingi vários objectivos …mas alguns ainda se mantém por atingir.
Desmaiei novamente, ao fim de mais de 10 anos …mas foi, pela 1ª vez, no meio de desconhecidos.
Consequentemente, voltei a andar de ambulânçia, ao fim de mais de 15 anos.
Vi o meu pai assustado, como há muito não via.
Estrabuchei mas voltei a estar a soro, ao fim de quase 10 anos ...e voltei a chorar, de dor.
Felizmente o desmaio revelou-se apenas mais uma quebra de açucar no sangue. Confirmou-se: tive, tenho e sempre terei a tenção baixa.
Fui apanhada pela 1ª vez numa operação stop mas, infelizmente, não soprei a 1ª vez no balão.
Comecei a gostar de café.
Só este ano me apercebi de que, o ano passado, cometi um dos maiores erros da minha vida…
…parece que me afastei bem mais do que era suposto de alguém muito especial, o A..
Tentei corrigir o erro mas desiludi-me e, como tal, já não o quero (assim tanto) corrigr. Isto ajudou-me a (ao fim de mais de um ano) esquecer quase na totalidade alguém que, cada vez mais, revela não me merecer.
Tive o melhor mês de Setembro de toda a minha vida...
...apesar de demasiados erros cometidos no decorrer do mesmo.
Criei o meu 1º e único blog.
Por acaso, conheci pessoalmente o R., alguém que já havia conhecido virtualmente há 1 ano. Hoje é alguém especial.
Fui, orgulhosamente e pela primeira vez, chamada de Doutora.
Vi, embevecida, os meu primeiros afilhados trajarem e praxarem pela 1ª vez.
O meu curso foi pela primeira vez curso do ano na minha faculdade.
Abracei pela 1ª vez alguém de quem percebi, no fundo, gostar muito há mais de um ano.
Pouco antes havia desiludido esta pessoa mas, felizmente, tudo acabou bem.
Estive mais de um mês sem ver o meu pai, que foi trabalhar para longe…
…e infelizmente, em 2011, tal voltará a acontecer.
Tive de ser mãe e pai para a minha irmã.
Continuei a ter demasiadas discussões com a minha mãe ...apesar de as tentar evitar.
Estacionei (outra vez) mal e arrecadei a minha primeira multa, com direito a carro rebocado.
Conheci bastantes colegas novos e bem melhores que os antigos.
Adoptei mais um animal de estimação.
Dancei como nunca antes à frente de muita gente desconhecida.
Senti-me tentada a, pela primeira vez, preferir ter algo "pouco sério" em vez de uma relação.
Acho que dei o melhor beijo da minha vida.
Envolvi-me com um grande amigo, o F. …embora soubesse, desde o início, estar a cometer um erro.
Custou-me muito mas escondi este acontecimento de uma das minhas melhores amigas, para não a magoar.
Ainda hoje não o revelei e não pretendo revelar nunca.
Deixei de entender o tal envolvimento como um erro.
Envolvi-me mais.
Voltei a vê-lo como um erro.
Voltei a mudar de ideias.
Envolvi-me mais…
e mais…
...mas desiludi-me e acabei magoada.
Excessivamente tarde mas, só assim, concluí que me havia envolvido demais.
Continuo magoada. Muito.
Há uns anos perdi um grande amigo, por nos envolvermos amorosamente. Não aprendi e este ano, pelos vistos, repeti a proeza.
Vomitei a 2ª vez devido ao alcool…
…e tive a minha 1ª ressaca a sério. Jurei não voltar a beber até à passagem de ano (faltavam 2 meses).
Cumpri o juramento!
Voltei a desiludir-me e a chorar no meu dia de anos.
Percebi que crio demasiadas espectativas em quem é importante e que, consequentemente, me desiludo com frequencia.
Tal continua a acontecer, o que me preocupa.
Fingi estar bem, quando estava péssima.
Continuei com medo de me apaixonar e assim continuo.
Voltei a chorar por um filme, que fez crescer a lista dos favoritos para 4.
Janeiro e Dezembro foram, claramente, os meses mais tristes de 2010.
No primeiro chorei mais do que durante todo o ano…
… mas, no ainda presente ano, sorri mais do que chorei, ao contrario do ano passado.


Com tudo isto aprendi muito. Mas ainda tenho infinitamente mais para aprender.

quarta-feira, dezembro 29

Oii?!


                                                                                                     Jennifer Garner

Faz-me uma confusão tremenda saber que uma rapariga de 21 anos, que apesar de morar com os pais, ainda está sobre o controlo da mãe, ao ponto de ser esta quem decide se a filha pode ou não ir tomar café com as amigas. Já ali, no café da esquina.
E se a isto acrescentar que a filha, na altura ainda com 17 anos, já esteve em Lorett del Mar por uma semana, pela viagem de finalistas, sem o mínimo controlo dos pais?! (porque não podiam, obvio!)... Não, isto não pode mesmo ser normal!

(Ou então sou eu que já vou muito à frente..)

*, Lauz

terça-feira, dezembro 28

F. V

video
                                                                                                                                     Just a Dream, Nelly


I was thinkin about him, thinkin about me
Thinkin about us, what we gonna be?
Open my eyes, yeah; it was only just a dream...

*, Lauz

quarta-feira, dezembro 22

Saudades.. *


                                                                                                 we♥it.
 
     A passagem de ano '09/'10 foi a melhor que já tive. Aquela em que mais ri e sorri, mais cantei, mais dancei, em que mais abracei e fui abraçada. A que, por entre tantas pessoas novas que me deu a conhecer, me presenteou com alguém que, hoje, considero ser muito, muito especial. Lembro-me perfeitamente, como se tivesse sido ontem. Estava em minha casa com família convidada, tinha estado a trabalhar nesse dia.. e estava frustrada porque, mais uma vez, se previa uma passagem de ano cinzenta. De repente recebo uma mensagem. Era a L., uma das minhas melhores amigas a convidar-me para uma festa que o R. estava a organizar, bem em cima da hora (eram 23h15). Previa-se para essa festa umas 15 pessoas, sendo que 85% eram desconhecidas... e rapazes. Fui apreensiva mas incapaz de me acobardar! Afinal iam lá estar as minhas duas melhores amigas e, se confiava no R., não tinha nada a temer. Adorei cada uma das pessoas que lá conheci, adorei a noite, adorei tudo!!!
     Com o passar do tempo e a falta de oportunidades para conviver, acabei por perder o contacto próximo com a maioria das pessoas. Mas com o F., a mais importante, até há bem pouco tempo a proximidade manteve-se inabalável. E o facto de tal proximidade ter aumentado exponencialmente nos últimos meses, foi a razão para, há umas semanas, se ter evaporado, de uma fracção de segundos para a outra, sem quê nem porquê (pelo menos para mim). Exactamente assim, como que por magia.
     Hoje, tenho muitas, muitas saudades dessa noite. Pois, para além de se prever que a próxima não tenha nem metade da alegria que esteve presente na última, esta época recorda-me demasiado o F. E queria poder ter a certeza de que ele, esteja onde estiver, sente falta da nossa proximidade perdida, tanto quanto eu. Mas não tenho. Aliás, duvido muito, mas muito mesmo.

terça-feira, dezembro 21

Keep calm and carry on...

                                                                                                                          we♥it.

Porque a minha vida ultimamente tem sido de extremos. Quando tudo parece perfeito, no segundo asseguir já tudo se desmoronou. Que nem uma montanha-russa, sem saber que destino a espera. Nem sequer se lá chegará.

Mas eu aguento. Já aguentei pior.

*, Lauz

segunda-feira, dezembro 20

F. IV

                                                                                                                               we♥it.


Were you real any time?

*, Lauz

domingo, dezembro 19

I've missed you, my lovely Christmas Holidays!*




...agora sim, já me cheira a Natal! :)

*, Lauz

quarta-feira, dezembro 15

Wish me luck!!*

                                                                                                               we♥it.

E é já amanhã, que vou precisar de todos os santinhos e fadinhas a torcer por mim. E que toda a energia positiva se concentre no meu cérebrozinho! Se conseguir encontrar um trevo de 4 folhas ou um gato preto a caminho da faculdade, também ficaria muito agradecida.

Até lá, os nervos vão-me consumindo.
(e entretanto, já foi meia caixa de chocapic =/ ...)
*, Lauz

domingo, dezembro 12

F. III



E não é pouco.

*, Lauz

sábado, dezembro 4

2º Selo

...muito atrasado mas, cá está ele! Obrigado Sôzinha :)

 
1. Postar o selo.
Chek!

2. Passar o selo a quem comentou o último post.
Lady Me

3. Deixar um comentário no respectivo blogue avisando que têm um selo à sua espera.
...é para já!

*, Lauz

quarta-feira, dezembro 1


Trabalho. Preve-se muuuuuuiiiito trabalho, até 17 de Dezembro.


(Se sobreviver... Winter Holidays, mi aguardjii!!!.. viu?)
*,Lauz